Operadoras de Internet 3G, teorias da conspiração e paranoia


Não que eu seja — ou deixe de ser — paranoico, mas que dá para desconfiar do comportamento das operadoras de telefonia e banda larga móvel, isso dá: duvido que tenha a maneira como tratam os clientes outro objetivo senão o único de acabar com o equilíbrio psicomental das pessoas.

Já faz um bom tempo que sou cliente da Claro. Não uso muito serviço de celular para fazer ligações, mas uso muito serviço de dados (até por causa da minha profissão). Particularmente uso muito o serviço BlackBerry, e quando estou viajando (como está ocorrendo agora, que é o meio de uma viagem de 43 dias de duração) uso intensamente o serviço de Internet 3G.

Há não muito tempo atrás, coisa de seis meses, com meu pacote de 1Mbps de velocidade, “ilimitado”, eu conseguia fazer downloads em alguns locais (como no aeroporto de Congonhas) a mais de 2Mbps. No geral a velocidade raramente baixava de 600kbps, e em situações críticas chegava em cerca de 200kbps, o que para meu trabalho de todo dia ainda seria aceitável, eventualmente.

O meu pacote é “ilimitado” porque até o limite da franquia mensal de uso de banda eu tenho velocidade máxima disponível; após este limite a velocidade baixa automaticamente para 128kbps até a virada do mês, quando volta tudo ao normal, ao zerar os contadores de consumo. Pelo preço que pago (R$ 119,90) acho injusto, mas considerando que eu nunca excedi o consumo mensal a ponto de cair a velocidade, tampouco reclamo. Quer dizer: eu acho que nunca excedi, pois a Claro também não oferece um meio de consultar este consumo, e na conta mensal não vem especificado o quanto usei do serviço no mês (diferente do pacote BlackBerry, que mesmo tendo uma “tarifa plana” sempre informa o consumo de cada tipo de serviço, individualmente).

Voltando à linha do tempo: até um tempo atrás a Internet 3G era boa, aceitável. Mas logo que mudaram a forma de cobrança para os planos contratados mais recentemente, eliminando as diferenças de velocidade (tudo é 1Mbps agora) e instituindo a cobrança de adicional por megabyte trafegado em vez de derrubar a velocidade, também logo começaram os problemas de perda de qualidade no serviço que eu já tenho contratado.

Novos planos da Claro --- Clica que cresce!

Hoje chegou ao cúmulo: a conexão estava tão podre que um ping que deveria ser de — na pior das hipóteses — 500ms estava demorando mais de 80000ms. Ou seja, 160x mais lento do que o normal!

Como estava precisando muito de Internet para trabalhar telefonei no 1052. Até que atenderam rápido. Mas o rapaz não sabia o que estava fazendo, pois ele me pedia para operar o MacOS como se eu estivesse no Windows (“senhor, clique no botão Iniciar do seu Mac”), e insistia em dizer que se três computadores, um Mac, um Linux e um Windows, estavam com problema de lentidão de acesso, e que se em Porto Alegre a conexão era mais rápida do que aqui, na casa da minha mãe, a culpa seria do meu computador, e jamais da cobertura da rede.

Claro que eu me estressei com o rapaz, mas abri um protocolo de reclamação.

Meu irmão resolveu telefonar também, para reclamar do 3G dele, e ficou mais de uma hora ao telefone ouvindo musiquinha enquanto a rapariga pesquisava como se configura o computador.

Você deve estar se perguntando: e a conspiração e a paranoia do título, onde ficam? (Claro, se você também for paranoico.)

A paranoia começa porque depois de reclamar que o serviço estava terrível a minha conexão ficou “uma bala” (comparada ao que era antes, com pings bem mais rápidos, de tal forma que eu pude até trabalhar, e estou agora podendo postar no meu blog!

Ping normal do Claro 3G

Penso que as operadoras bem podem estar querendo “forçar” os clientes antigos a desistirem de seu pacote em vigor, para assinar um novo plano mais caro; assim, diminuem a velocidade das conexões deliberadamente, derrubam pacotes, com o objetivo de forçar o cliente a mudar de plano.

Paranoia minha? Pode ser, mas ela estava anunciada desde o primeiro parágrafo. Ou melhor, ainda antes, no título, ela já estava explícita.

Que foi? Tá me olhando por quê? Ó o cara…

Compartilhe

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.8
Total de Votos: 10
Operadoras de Internet 3G, teorias da conspiração e paranoia

Janio Sarmento
Administrador de sistemas, humanista, progressista, apreciador de computadores e bugigangas eletrônicas, acredita que os blogs nunca morrerão, por mais que as redes sociais pareçam cada vez mais sedutoras para as grandes massas.

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.