Oi, você está bem?

Quando se pergunta a uma pessoa como ela está, dificilmente esta responderá algo diferente de "bem". Pode ser de bom tom ir além da superfície no entendimento desta resposta.


Embora as pessoas tenham perdido um pouco o hábito de cumprimentar, e mesmo quando o fazem nem sempre há um interesse verdadeiro em saber como o outro está, mas sim cumprir apenas um ritual social vazio, há ocasiões e ambientes em que o nível de confiança é maior, ou os laços são mais verdadeiros.

Em praticamente todos os casos, não importa como a pessoa esteja, à pergunta “como você está?” ela vai responder que está bem. Não importa se este “bem” seja um adjetivo fiel a como se sente a pessoa ou se apenas uma resposta pronta, ensaiada até.

O fato é que a pessoa vai dizer sempre que está bem, enquanto na verdade ela possa estar se sentindo, por exemplo:

  • um fardo para os outros;
  • com medo;
  • cansada;
  • enganada;
  • furiosa;
  • desesperada;
  • impotente;
  • no limite;
  • feia;
  • incompetente;
  • fraca;
  • perdida;
  • morta.

Seria bom se todos pudéssemos ler as entrelinhas e identificar quando por trás de um sorriso há um pedido de socorro, quando um “estou bem” esconde sentimentos que a pessoa prefere ocultar para não ser chata, inconveniente, ou mesmo rejeitada.

O nome disso é empatia. Que pena que não se vende na farmácia.

Compartilhe

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 5
Total de Votos: 14
Oi, você está bem?

Janio Sarmento
Administrador de sistemas, humanista, progressista, apreciador de computadores e bugigangas eletrônicas, acredita que os blogs nunca morrerão, por mais que as redes sociais pareçam cada vez mais sedutoras para as grandes massas.

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.