Nova rodada de protestos (você vai rir no número 4)


Coxinha

Vem para rua!

O Brasil inteiro está mais uma vez mobilizado protestando em prol de mudanças, dando voz às insatisfações e destilando o horror a pobre no aeroporto.

Como não engrosso fileiras em que esteja gente que considera outros seres humanos inferiores, ou que prega discurso de ódio disfarçado de liberdade de expressão, em vez de protestar com as hordas vou fazer o meu protesto de sofativista, aqui mesmo no blog.

Pelo fim dos torrents com zero seeds!

Não precisa nem imaginar a situação, porque todo mundo que usa a locadora do Paulo Coelho já passou por isso: você vai lá no catálogo, escolhe o título e solicita a entrega. E o que acontece? Nada, porque não tem ninguém semeando a droga do episódio ou do filme que você quer ver!

Este protesto, então, é pelo fim dos torrents sem semeadores: que a Dilma pare de se preocupar com coisas bestas, como tentar governar um país tendo o Congresso totalmente contra si, e crie uma legislação específica para trazer alegria aos desfavorecidos que não encontram o que precisam na locadora da Hora da Pipoca!

Pelo botão “odiei” no Facebook!

O Facebook é assim: você vai lá, acha alguma coisa de que goste ou com que se identifique, e pode clicar no “curti” para registrar sua satisfação.

Mas quando aquele sujeito pretensamente inteligente aparece defendendo teorias de “heterofobia”, racismo reverso, ou dando visibilidade a parlamentares escrotos, em vez de preocuparem-se em protestar por reforma política de verdade no País?

Para estes momentos a gente deveria poder contar com um botão “odiei”, para deixar registrado ao mundo que se a gente cala nem sempre é porque concorda, e sim porque não vale a pena gastar vocabulário com casos perdidos.

Pelo aumento das porções no Outback!

Aí a pessoa trabalha o mês inteiro, recebe o salário, e decide aproveitar a oportunidade para ostentar. Você sabe: tirar umas selfies na frente do restaurante badalado, postar umas fotos da cebola no Instagram, fotografar o prato tantas vezes que a comida chega a esfriar (porque para o Feice a foto tem que ser perfeita).

Só que a pessoa quando finalmente vai comer aquela delícia (e, sim, eu realmente acho a comida do Outback deliciosa) a frustração é dupla: primeiro porque a porção é insuficiente para matar a fome, e segundo que se não mata a fome, vai ficar quites com a gula de que jeito?

Pelo fim dos títulos “Upworthy” na web!

Você sabe o que são títulos “Upworthy.” São aquelas chamadas que os blogueiros em geral aprenderam com o Upworthy.com que dizem como o leitor deve se sentir ao ler o conteúdo.

É uma praga para quem tem a capacidade de fazer escolhas por si mesmo. Para quem não tem a capacidade nem de decidir do que vai gostar ou não deve ser uma bênção (afinal, não resta nada para pensar, só fazer o que o chefe mandou).

Este protesto aqui é pelo fim de títulos com este apelo à burrice, afinal blogs sérios não fazem uso deste artifício para atrair audiência.

Por táxis com indicador de humor do motorista!

Assim como os garçons cariocas, parece que a competência essencial de um sujeito para ser motorista de táxi é ser mal humorado e mal educado.

Em razão da falta de traquejo social de boa parte dos profissionais desta área, ter um indicativo visual ou auditivo do humor do motorista facilmente identificável de fora do automóvel torna-se imperativo e urgente.

É em favor desta pauta que encerramos os protestos do sofativismo desta data mundana e efêmera.

Compartilhe

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.7
Total de Votos: 12
Nova rodada de protestos (você vai rir no número 4)

Janio Sarmento
Administrador de sistemas, humanista, progressista, apreciador de computadores e bugigangas eletrônicas, acredita que os blogs nunca morrerão, por mais que as redes sociais pareçam cada vez mais sedutoras para as grandes massas.

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.