Movimento Blog Voluntário: como jogar Campo Minado


Todo mundo com certeza viu e ficou de saco cheio com o monte de postagens que andaram fazendo por aí com o suposto intuito de “alfabetizar” quem está chegando agora ao mundinho relacionado a Internet, computadores e quetais.

Os dias para essa “ação” eram 25, 26 e 27. Porém eu esperei até o dia 28 porque… bem, não sei por quê. Talvez para mostrar que eu faço correto uso dos porquês em um texto, motivo por que sinto-me no direito de dizer que ao invés de “alfabetizar” as pessoas no uso de computadores, eu preferiria muito mais participar de alguma ação que efetivamente combatesse o analfabetismo funcional.

Mas, já que não dá para ser, então aproveite para aprender, se você ainda não sabe como jogar Campo Minado! Infelizmente será um artigo inútil para deficientes visuais. Até porque eu não sei se um sintetizador de voz consegue permitir que se jogue Campo Minado ou não. Lamento.

Quando as pessoas medíocres começam a usar o computador, elas têm em mente que podem fazer duas coisas: entrar na Internet por aquele “e azul” (geralmente só para acessar a porcaria do Orkut) e jogar Paciência. A terceira coisa, jogar Campo Minado, normalmente não fazem por não entender as regras desse jogo de estratégia.

Diferente do que possa parecer, o objetivo do jogo é atravessar o campo minado sem ser explodido, e não descobrir onde estão escondidas as bombas (esse é o Batalha Naval). Aliás, tem de descobrir onde estão as bombas, e desarmá-las para vencer.

O jogo consiste em um tabuleiro quadrado (o modo mais simples normalmente contém 64 “casas”) que deverão ser clicadas de forma a descobrir onde estão as minas.

Se você não entendeu, a analogia é que cada clique corresponde a um passo no campo minado.

Para começar a jogar, clique em um botão, digo, numa casa qualquer do tabuleiro. Se você tiver sorte terá clicado numa casinha sem bomba e sem numerozinho, o que fará com que o campo se abra em “trilhas” (que não servem para terminar o jogo sem antes descobrir onde estão as minas). Se tiver pouca sorte o primeiro clique vai revelar um número, e se for um azarado vai encontrar uma mina logo de cara (nesse caso, sugiro largar essas minas e tentar pegar uma mina numa festa e… OK, piada infame, deixa para lá).

Na figura abaixo eu cliquei no primeiro quadrinho, no canto superior esquerdo do tabuleiro (que está marcado com uma bolinha vermelha). Como eu tive sorte o jogo abriu um monte de casinhas, e mostrou outras tantas com numerinhos para clicar.

Esta é uma lição muito importante na difícil arte de jogar Campo Minado: os numerinhos existem ali para facilitar a sua vida, e não como mera decoração.

Os numerinhos indicam quantas das casinhas adjacentes (que estão encostadas, grudadas) na casinha com numerinho contêm bombas. Assim, a segunda casinha do tabuleiro de exemplo está dizendo que tem uma única casinha com bomba nela. A que está imediatamente à esquerda, a primeira que cliquei, não pode ser porque já está exposta. A que está à esquerda, abaixo (diagonal) também não pode, pois está exposta e não tem nem numerozinho. A que está imediatamente abaixo tampouco, porque contém um algarismo um, indicando que uma casinha adjacente a ela também contém bomba (que pode ou não ser a mesma que a casinha de cima está sinalizando). Então, a bomba vai estar em uma das duas casinhas à direita: imediatamente à direita, ou em diagonal à direita embaixo.

As demais casinhas, nesse exemplo, também não nos dão muitas pistas, e isso nos leva à decisão de lembrar que embora de estratégia, este é um jogo. Assim sendo, resolvi clicar em uma casinha qualquer e ver o que acontece.

Observe que eu cliquei na terceira casinha, aquela marcada com a bolinha vermelha, e ela não explodiu. A partir desse ponto já dá para começar a domar o aspecto de azar do Campo Minado, pois é só pensar um pouco que o jogo será vencido.

Aliás, essa é a parte mais difícil do jogo: tem de pensar para virar.

Voltando a raciocinar com aquela primeira casinha, que tem o algarismo um: ela está dizendo que somente uma das casinhas ligadas a ela contém bomba. Se já descobrimos quatro das cinco casinhas das adjacências, é óbvio que a que falta descobrir tem uma bomba! Sabendo disso você vai marcar a casinha com uma bandeirinha de alerta. Para isso vai usar o botão direito do mouse.

Observe que neste momento você já resolveu mais uma parte do enigma: há outras casinhas adjacentes a esta que está marcada, com a mesma indicação de uma única casinha perigosa por perto. Todas essas casinhas, portanto, podem ser clicadas com absoluta segurança!

Mais do que isso, se você usar o botão do meio do mouse para clicar nessas casinhas cujas bombas vizinhas já estão marcadas, todas as casinhas das adjacências serão automaticamente descobertas, facilitando a sua vida. Veja o desenho abaixo.

No desenho acima eu cliquei no algarismo um logo acima da bomba com o botão do meio. O jogo então mostrou as casinhas que seriam liberadas quando eu soltasse o botão.

Este procedimento é segudo, pois caso você clique num algarismo que contenha menos bandeirinhas do que o valor do algarismo, não acontecerá nada.

Assim, um resumo dos comandos do jogo Campo Minado inclui:

  • botão esquerdo do mouse: serve para revelar o que tem em cada casinha; se tiver uma bomba você perde.
  • botão direito do mouse: serve para marcar onde você acha que tem uma bomba; se você marcar mais bombas do que realmente tem no campo minado, você perde.
  • botão do meio do mouse: serve para revelar de uma vez só o que tem em várias casinhas adjacentes a uma casinha cujas bombas correspondentes já estejam descobertas.

Ao revelar todas as casinhas, e deduzir onde estão todas as bombas, você terá então vencido.

Este foi um post totalmente inútil, pois duvido que alguém que não tenha deduzido as regras do Campo Minado por si só tenha condições de fazer uma busca em algum sistema que o traga aqui para aprender. Mas pelo menos eu fiz a minha parte, e garanti mais uma pauta aqui no Blogue.

Compartilhe

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.8
Total de Votos: 10
Movimento Blog Voluntário: como jogar Campo Minado

Janio Sarmento
Administrador de sistemas, humanista, progressista, apreciador de computadores e bugigangas eletrônicas, acredita que os blogs nunca morrerão, por mais que as redes sociais pareçam cada vez mais sedutoras para as grandes massas.

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.