MailPlane: cliente de GMail para Mac OS X


Desde que o GMail foi lançado que eu sou fã incondicional da plataforma de e-mail, a despeito dos argumentos que dão conta que a publicidade contextual que ele apresenta seja uma forma de invasão de privacidade.

Gostei tanto do GMail que quando o Google Apps for Domains foi lançado eu corri para criar uma conta para o sarmento.org, e desde então recebo meus emails pessoais lá. Aliás, não só eu, mas também minha mãe, meu irmão, e mais alguns parentes distantes.

Contudo, recentemente a Google mudou as regras do jogo, e as contas dos domínios no Google Apps viraram contas Google comuns, e eu “siferrei”: sempre mantive o GMail e o sarmento.org abertos ao mesmo tempo, em abas do navegador. Agora, como cada navegador pode logar em uma única conta Google por vez, eu teria de escolher entre uma ou outra caixa de e-mail para visualizar, sem contar que quando estivesse no sarmento.org perderia o acesso às planilhas do Google Docs, aos calendários, ao Reader, etc.

Mailplane: a salvação da lavoura

Eis que um dia, ao abrir a App Store no iMac, vi que um certo aplicativo dizia ser um cliente para GMail. A descrição falava maravilhas, mas o preço era meio salgado: praticamente 25 Dólares. Será que valeria a pena?

Venci a paranoia (afinal, se não gostasse do programa poderia pedir um reembolso posteriormente) e foi quase a melhor coisa que eu poderia ter feito na vida. “Quase” porque é um mau negócio comprar o programa pela Apepê Store, já explico.

Mútiplas contas simultâneas

Como fica fácil de identificar, o recurso que mais me agrada no Mailplane é a possibilidade de ter diversas contas de GMail abertas ao mesmo tempo. Funciona inclusive com o email do IG, que é um Google Apps disfarçado. Você não pode visualizar todas as caixas postais simultaneamente, na tela, mas fica um ícone na barra de menus que quando clicado dá acesso à visualização rápida de todas as caixas de entrada, e também por ali o usuário pode alternar entre as diversas contas que tenha.

Recursos avançados

Como falei mais cedo, não uso os recursos avançados do programa, como as notificações personalizadas, os plugins, os “text snippets” (você digita um texto predefinido e o programa converte automaticamente para uma frase inteira, ou o que você tiver configurado), o suporte melhorado a assinaturas de e-mail, integração com o OS X Lion, suporte aos recursos novos do GMail, etc.

Há também um novo e melhorado gerenciamento de downloads (dos anexos recebidos, claro), dos uploads, tratamento de imagens “on the fly” para economizar espaço (e tempo, e banda), e provavelmente mais alguma coisa que eu não cheguei a descobrir ainda.

Apepê Store é uma má ideia

Agora, tenho um conselho para dar: não compre o Mailplane pela Apepê Store, ou você vai se frustrar. Em vez disso, visite o site do Mailplane e baixe diretamente por lá.

Versão Demo

A primeira decepção que tive, após ter comprado o programa sem ter certeza de que ele faria o que eu precisava que fizesse, foi descobrir que pelo site é possível baixar uma versão de avaliação que funciona sem limitações durante 28 dias. Ou seja, se você não acredita no que estou dizendo, baixe o Mailplane e experimente por quatro semanas, o que deve ser tempo suficiente para você descobrir se o programa realmente é bom e vale o preço ou não.

Atualizações

A segunda grande decepção com a Apepê Store diz respeito à demora dos empregados do Jobs em revisarem as novas versões e publicarem para download.

Para dar uma ideia: a versão disponível na Apepê Store é a 2.4.1, no momento em que redijo este parágrafo. Depois desta versão já saíram duas atualizações com correções e novos recursos, mas nem sinal de o programa estar disponível para atualização.

O autor merece ganhar mais

A Apple fica com uma boa fatia do valor pago em cada aplicativo. Não sei de quanto é, mas o fato é que comprando diretamente pelo site do programa, ela não tem como cobrar essa comissão, que seria merecida se pelo menos não precisássemos esperar semanas até eles revisarem as novas versões para podermos atualizar.

O autor do Mailplane é gente boa para caramba

Felizmente, o Reuben, autor do Mailplane, é gente boa para caramba. Entrei em contato por email reclamando que queria a versão nova do programa, mas que não conseguia atualizar pela Apepê Store. Ele me explicou que o atraso era coisa da Apple, e ofereceu a possiblidade de converter a minha licença de Apepê Store para o licenciamento convencional.

Então, eu precisei apenas provar para ele (com aquele e-mail que a Apepê Store manda quando você compra um programa) que tinha mesmo comprado o programa, que ele em menos de um minuto mandou uma nova licença para eu poder atualizar o sistema com a versão do site dele, e ficar em dia com as novidades.

Considerações finais

O Mailplane é essencial para quem tem mais de uma conta de GMail e é usuário de Mac. Baixe a versão demo, use até o último dia, e então compre o programa. Vale totalmente a pena.

Compartilhe

Avalie este conteúdo!

Avaliação média:
Total de Votos:
MailPlane: cliente de GMail para Mac OS X

Janio Sarmento
Administrador de sistemas, humanista, progressista, apreciador de computadores e bugigangas eletrônicas, acredita que os blogs nunca morrerão, por mais que as redes sociais pareçam cada vez mais sedutoras para as grandes massas.

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.