Eu odeio primeiro de abril


Eu odeio primeiro de abril. Tenho verdadeiro pavor.

Nos tempos de criança eram aquelas brincadeiras babacas de adultos fazendo os petizes andarem de um lado para o outro para no fim da andança serem humilhadas com uma algazarra de “primeiro de abril”, isso quando não faziam promessas que não seriam cumpridas (felizmente nunca cheguei a nenhum extremo como este).

Na adolescência eram os outros adolescentes inventando histórias de quem já tinha transado, quem tinha beijado a gostosa da oitava série (no meu tempo ninguém “pegava” mulher, esse tratamento era reservado às profissionais do sexo).

E agora, que sou adulto, blogueiro e bem informado, irrita-me profundamente a enxurrada de notícias falsas que são veiculadas. Algumas engraçadas, outras absurdas. Mas há duas coisas que irritam ainda mais.

A atitude vice-campeã em irritação é a de escrever uma porcaria de um post mentiroso e no fim pedir desculpas por tê-lo feito: seu computador foi invadido, mas hoje é primeiro de abril, tá, brincadeirinha; vem aí o AdSense por telefonemas, mas é primeiro de abril, não é verdade.

Pombas, alguém já viu o Google desmentir uma brincadeira que tenha feito? Chistes de primeiro de abril têm que ser expostos exatamente da mesma forma que qualquer notícia seria. Se é para ficar desmentindo ou pedindo desculpas, então nem faça. Uma pegadinha dessas tem que ser divulgada e esquecida, e se virar barriga no futuro, ótimo.

Agora, a atitude campeã de irritação, sem dúvida, é bancar o Hercule Poirot e “desvendar” as brincadeiras. Poohta que pariu! Será que o mundo de maneira geral é tão burro, imbecil, retardado e demente que precisa de gente que fique explicando e legendando cada piadinha que aparece por aí?

O motivador do presente desabafo foi este texto do Futilidade Pública: Primeiro de abril na interwebs: você foi pato de quem?, mais especificamente o trecho que cito abaixo:

A revista Feed-se

Blogs brasileiros não ficaram em último lugar nessa corrida. Mas também não chegaram nem perto de subir no pódium. Um batalhão de blogs publicou um falso post patrocinado em que anunciavam o lançamento da Revista Feed-se, o primeiro agregador offline de feeds. O erro aconteceu exatamente no ‘batalhão de blogs’.

Pulo do gato: deu para perceber que era balela quando doze blogs publicaram o mesmo post. E o selo de post patrocinado só piorou.

Dica pro ano que vem: restrinjam a participação à cinco ou seis no máximo. E não deixem o whois do domínio tão óbvio assim, criem uma empresa fantasma.

Rafael, você tem certeza que seus leitores não saberiam descobrir por si sós que doze blogs falando de uma revista impressa sobre blogs era chiste? Você precisou mesmo fazer consultas de whois para ter certeza de que se trata de uma brincadeira extremamente bem humorada?

Meu Deus, e o que foi aquilo de “o selo do post patrocinado só piorou”?

Tudo bem que eu ando com o humor e a tolerância meio em baixa, mas que tem gente por aí que poderia dar uma trabalhada na inteligência, isso tem!


Technorati : blogosfera, mau humor, primeiro de abril

Compartilhe

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.5
Total de Votos: 8
Eu odeio primeiro de abril

Janio Sarmento
Administrador de sistemas, humanista, progressista, apreciador de computadores e bugigangas eletrônicas, acredita que os blogs nunca morrerão, por mais que as redes sociais pareçam cada vez mais sedutoras para as grandes massas.

Comente!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.