Deixe o windoze com cara de Ubuntu


Linus Torvalds, creator of the Linux kernel.Linus Torvalds, criador do Linux

Imagem via Wikipedia

Por conta de algumas necessidades profissionais no ano passado acabei usando menos Linux do que realmente é meu hábito (100% do tempo que estou ao computador). Sem querer bancar o chato que acha que a Microsoft é do mal e que briga quando as pessoas não sabem a diferença entre Linux e GNU/Linux, posso dizer sem medo de errar que — para as minhas necessidades — o Ubuntu é o melhor sistema operacional que existe.

O Ubuntu, especificamente (e não o Linux, de maneira geral) porque eu só usei até hoje quatro distribuições: o Kurumin, porque na minha época todo mundo começava por ele; o Slackware, porque sempre gostei de emoções fortes, e houve uma época em que eu tinha mais tempo sobrando; CentOS, porque é a distribuição de que eu mais gosto para servidores; e o Ubuntu, que desde a primeira vez que usei reconheceu todo o hardware do meu computador montado, e dos notebooks que tive nesse ínterim, que nunca me deixou na mão, que é só rodar o CD de instalação e sair usando.

O Ubuntu, ao menos para mim, tem se mostrado estável, prático, seguro, rápido e — como se estes atributos pouco fossem — é bonito. O Compiz, com seus efeitos de encher os olhos, suas transparências, janelas sombreadas, associado ao tema Human, padrão do Ubuntu, é tudo de bom!

Quem quiser deixar o Windows pelo menos tão bonito quanto o Ubuntu agora pode seguir as dicas deste texto: Ubuntu Theme for Windows XP (de quebra estou dando uma dica de site bacana sobre um assunto interessante).

Eu não testei, claro, porque não uso mais Windows. Mas quando precisar novamente dele certamente o farei.

Compartilhe

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.1
Total de Votos: 8
Deixe o windoze com cara de Ubuntu

Janio Sarmento
Administrador de sistemas, humanista, progressista, apreciador de computadores e bugigangas eletrônicas, acredita que os blogs nunca morrerão, por mais que as redes sociais pareçam cada vez mais sedutoras para as grandes massas.

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.