Como enviar e receber SMS no iPad 3G


Normalmente não sou de comprar coisas que não sejam realmente de utilidade, que eu não vá fazer uso diário (a exceção é o PlayStation, ainda bem que comprei o 2, baratinho, e não o 3, que era o que eu queria na época).

Quando comprei o iPad, entretanto, eu não tinha assim tanta certeza de que usaria o tablet diariamente — e hoje uso muito o bichinho. Muitas coisas que eu adorava fazer no iPhone (como ouvir música, ver vídeos, ler e responder emails, e principalmente ler feeds) faço agora no iPad com muito mais frequência.

Vou até além: com o aplicativo do Kindle praticamente não leio mais livros em papel, muito menos os compro.

Por exemplo: eu queria um livro de jQuery. Nas livrarias convencionais no Rio de Janeiro (e mesmo pela Internet), quem tinha para entregar cobrava em torno de R$ 100,00 e eu teria de esperar dias para receber, ou então pegar o carro, ou um transporte qualquer, ir ao shopping, gastar tempo e mais dinheiro para poder comprar um exemplar. Claro, isso em se tratando da versão traduzida, e quem já teve oportunidade de ler o original em Inglês e a tradução brasileira de qualquer livro técnico sabe que, infelizmente, os tradutores das editoras técnicas levam muito a sério a máxima “traduttore traditore”. A versão importada do mesmo livro custava mais que o dobro do preço, e levaria umas três semanas para chegar à minha casa. Entretanto, pelo Kindle entrei na Amazon, comprei online, em alguns segundos o livro estava inteirinho no meu iPad, por apenas doze Dólares (cerca de vinte Reais).

Voltando ao tablet, propriamente dito, associado à minha aversão a falar ao telefone, comentei no Twitter outro dia que se o iPad 3G fosse capaz de enviar e receber SMS eu provavelmente aposentaria o iPhone, e passaria a usar só o iPad.

Bem, usando os recursos liberados pela Apple, realmente é impossível receber SMS (enviar sim, já explico), mas com jailbreak um novo mundo de possibilidades se abre ao feliz usuário de uma maquininha dessas.

Plano de Dados para o iPad 3G

Uma de minhas preocupações anteriores à aquisição do iPad 3G dizia respeito aos gastos com o plano de dados. Usuário de telefone pós da Claro, sei o quanto dói no bolso o uso de Internet móvel e de envio de SMS.

Mas eis que uma funcionária de uma loja da TIM, sem saber que era para usar num iPad (só o nome do dispositivo dá calafrios nessa gente), porque eu disse que queria um plano de dados barato para uso eventual num N95, me sugeriu a aquisição de um “chip” pré pago do plano TIM Infinity Pré, ou coisa assim.

O Infinity Pré, promocionalmente não se sabe até quando, permite que se faça uso de Internet 3G em qualquer dispositivo compatível pagando apenas cinquenta centavos por dia. Isso mesmo! A primeira conexão que você faz a partir de meia noite em ponto é cobrada, descontam cinquenta centavos do seu saldo; todas as conexões subsequentes são gratuitas, até meia noite do dia seguinte.

Da mesma forma, o envio de SMS por este plano é extremamente barato: a primeira mensagem do dia custa também cinquenta centavos, e todas as mensagens seguintes são gratuitas. Não sei quanto custa o serviço de voz, não faço a menor ideia nem me faz diferença quanto custe, só me interessa o serviço de dados.

Então, comprei o “chip” numa banca de revistas e fui para casa, com um número bonito para mais de metro, que ativei utilizando um telefone comum (o N95, de que falei para a outra menina).

Primeiro hack: recortar o “chip”

O iPhone e o iPad usam “chips” no formato MicroSIM, que é bem menor que os “chips” convencionais. As operadoras não costumam fornecer MicroSIMs a não ser que vinculados à compra de um tablet ou smartphone, dificultando a vida de quem quer ter um iPhone ou iPad usando “chip” pré pago.

Procurei alguns tutoriais de como recortar o “chip”, pratiquei em um que estava encostado, e ante o sucesso da experiência parti para adaptar o recém adquirido “chip” da TIM. Questão de um ou dois minutos, dada a falta de habilidade e coordenação motora, e pronto, meu iPad 3G já estava apto a conectar pela rede de celular.

Enviando SMS sem jailbreak e sem programas

Provavelmente os usuários de outras operadoras também têm alguma facilidade parecida, mas para os que usam os serviços da TIM é bem simples.

Acesse Ajustes, Dados do Celular, e no painel da direita aparecerá a opção Aplicativos SIM. A pegadinha é que demora vários segundos até que esse  botão apareça no menu, portanto, seja paciente.

Em seguida vai aparecer, entre outras, a opção “TIM Torpedo”. Ative-a, e siga as instruções na tela. E assim, facilmente, sem a necessidade de jailbreak, nem de programas externos, você poderá enviar SMS. Mas só poderá enviar, não poderá receber; nem poderá enviar MMS (“torpedos” com imagens e sons anexados).

Jailbreak, finalmente

Para mim, enviar SMS assim, e não poder receber, não tinha a menor graça, nem utilidade. Incentivado pelos amigos, acabei decidindo por fazer jailbreak no iPad. Procurei alguns tutoriais, e acabei optando pelo redsn0w (por ser mais simples), e fiz questão de um modo “untethered“.

Segui as instruções (inclusive e principalmente a parte de fazer backup) e em alguns minutos meu iPad estava prontinho para instalar as primeiras novidades oriundas da Cydia Store.

A primeira compra: o programa de SMS

Como meu objetivo com o jailbreak era possibilitar que o iPad 3G enviasse e recebesse mensagens SMS e MMS nativamente, pela rede celular, acabei optando pela instalação do SwirlyMessage, aplicativo de doze Dólares (mas tem mais barato, veja o link). Além do envio e recepção nativo das mensagens curtas, o SwirlyMessage implementa uma rede de SMS gratuitos (na verdade, mensagens gratuitas) pela Internet, entre usuários do serviço deles. Para mim é algo inútil, ao menos por enquanto.

Instalado o programa, veio a primeira frustração: as mensagens não eram enviadas, a despeito das configurações que eu fizesse. Depois de horas de tentativa e erro consegui chegar às configurações ideais para o meu caso, e que acredito que possam servir para outras pessoas também.

Primeiro de tudo, será necessário registrar o programa e ativar uma conta com os caras. Para isso você deverá saber o número de telefone associado ao chip, e informá-lo, com o prefixo internacional (+55) na configuração. E esperar muitos minutos para que a ativação seja completada — embora o programa diga que demora só alguns segundos.

Ativada a conta, você deverá configurar os dados da operadora no sistema, e a imagem abaixo mostra as configurações que eu uso com sucesso.

Pronto, agora é só aproveitar a nova funcionalidade do iPad e enviar e receber SMS e MMS à vontade.

Jailbreak e pirataria

Até eu próprio fazer jailbreak no meu próprio iPad, eu tinha o preconceito de que a ferramenta existia para facultar a instalação de programas piratas no tablet. Tenho por princípio não usar programas piratas, e por essa visão distorcida acabei por privar-me dos benefícios da libertação do iPad por muito tempo (tempo demais, eu diria).

Mas instalar programas piratas é apenas uma das possibilidades do jailbreak, faz quem quiser ou achar que deve. Não pretendo ensinar nada “errado” para ninguém, então só o que vou compartilhar mais é a minha lista de repositórios Cydia, conforme mostra a imagem abaixo.

Compartilhe

Glossário
Cydia Store
Uma espécie de loja de aplicativos, como a AppleStore, só que com aplicativos que a Apple não aprovou ou desaprovou depois de algum tempo.
Para Mais De Metro
Sim, eu sou gaúcho!
Untethered
Untethered significa que o tablet fica autônomo, enquanto que tethered significa que a cada reboot no iPad será necessário conectá-lo a um computador e fazer algum procedimento usando a ferramenta de jailbreak.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.67
Total de Votos: 9
Como enviar e receber SMS no iPad 3G

Janio Sarmento
Administrador de sistemas, humanista, progressista, apreciador de computadores e bugigangas eletrônicas, acredita que os blogs nunca morrerão, por mais que as redes sociais pareçam cada vez mais sedutoras para as grandes massas.

Um comentário

  • Robertinhoribeiro:

    envio a mensagem mas ela naão chega !

    Responder

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.