#365Posts – Políca do Feice decide que mudar de opinião é crime

Os idiotas do Facebook são as criaturas mais nojentas com quem somos obrigados a conviver, caso queiramos participar desta rede social.


facebook-policeAcho que caberia um estudo antropológico, ou pelo menos um Globo Repórter: “idiotas do Facebok: quem são, como vivem, do que se alimentam, e como se reproduzem — sexta no Globo Repórter, não perca”.

Infelizmente não há jeito de livrar-se destas malas sem apagar completamente a conta da rede social.

O ranço de hoje é por causa da nova modinha dos imbecis que grassam no Facebook: agora eles atacam as pessoas que por algum motivo mudaram de opinião! Antes não gostavam das pessoas porque elas tinham uma opinião contrária ao que eles — os idiotas — queriam; agora odeiam porque estas pessoas passaram a apoiar aquela posição que eram contra anteriormente.

Um dos posts mais populares na minha timeline do Feice é de autoria de um cara que, assim como eu, era contrário ao sistema de cotas; aí o cara raciocinou, informou-se, e viu que sua opinião anterior era equivocada, porque desconsiderava uma parte muito significativa da equação toda (assim como eu); e o que o cara fez? Mudou de opinião, é lógico, que é isso que as pessoas sensatas fazem quando percebem que estão sendo estúpidas!

Para os patrulheiros, entretanto, essa mudança de opinião é um crime. Pela ferocidade com que atacam os que mudam de pensamento, deve ser um crime hediondo, tenebroso.

Com a palavra, os imbecis do Feice. Os comentários são seus, para justificar por que um ser humano não pode evoluir em suas opiniões (não vale dizer que é porque vocês mesmos não se permitem a evolução, e por isso querem negá-la aos outros, é óbvio demais, OK?).

Compartilhe

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.3
Total de Votos: 10
#365Posts – Políca do Feice decide que mudar de opinião é crime

Janio Sarmento
Administrador de sistemas, humanista, progressista, apreciador de computadores e bugigangas eletrônicas, acredita que os blogs nunca morrerão, por mais que as redes sociais pareçam cada vez mais sedutoras para as grandes massas.

Comente!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.