#365Posts – Assista a conteúdo multimídia do Mac na sua SmarTV

Conheça a solução que encontrei para assistir aos meus vídeos armazenados no computador diretamente no televisor utilizando a rede sem fio para transporte dos dados: SmarTV LG e Serviio rodando no iMac como servidor de DLNA.


Houve uma época em que eu curtia muito assistir tevê, mas depois, em função de incontáveis variáveis, tal atividade já não me proporciona o mesmo prazer. Hoje tenho tevê a cabo em casa porque sai mais barato ceder à venda casada da operadora do que contratar o único serviço que me interessaria realmente, que é o de acesso à Internet.

medium01Não obstante, há poucos meses adquiri um televisor novo (47LM8600, da LG — que já até saiu de linha, infelizmente), que entre as muitas facilidades conta com aplicativo interno para se assistir à programação do Netflix.

Não disponho de muito tempo do meu dia para ver televisão, razão pela qual ver as séries disponíveis no Netflix é o uso principal que faço do meu televisor.

Contudo, é pouco comum que o Netflix tenha disponível tudo que eu quero ver. Seja porque as novas temporadas demoram a chegar ao site, seja por alguma política de distribuição dos estúdios, o fato é que muitas vezes eu preciso obter por meios alternativos (que não estão em discussão) o conteúdo que mais me agrada.

Meu televisor aceita dispositivos de armazenamento externo, como pendrives e HDs. Também tem portas HDMI o suficiente para eu conectar diretamente à saída de vídeo do iMac ou do MacbookPro. Mas em ambos os casos é um saco ficar puxando cabos para lá e para cá, ou gravando e apagando arquivos — que no fim das contas podem até nem ser reproduzidos corretamente no televisor.

Como eu imagino que seja em todo lar de alguém que gosta de tecnologia, aqui em casa tem Wi-Fi, tecnologia com a qual o televisor é compatível. Nada mais óbvio, então, que se possa compartilhar um diretório no computador para assistir na tevê os arquivos dela.

Essa é a parte “que lindo seria” da história, porque na prática o fabricante (LG) só disponibiliza software para o Windows, e se o usuário não souber se virar nos trinta está perdido.

O protocolo DLNA

DLNA é um acrônimo para Digital Living Network Alliance. Para não chover no molhado sugiro a quem não saiba do que se trata um artigo bem didático sobre DLNA no Tecmundo. Em resumo, é a tão sonhada compatibilidade universal entre aparelhos de diversos fabricantes, que em seu momento “que lindo seria” permitiria que qualquer conteúdo disponível numa rede pudesse ser assistido em qualquer dispositivo a ela conectado.

Como falei acima, para os usuários de Windows a LG fornece o software que transforma o PC em um servidor de mídia compatível com o televisor, mas para quem usa Mac (ou Linux, ou FreeBSD, ou sei lá eu) as opções são escassas.

Como o DLNA não é exatamente algo novo, desde os tempos da minha tevê esforçada (uma Samsung de 32 polegadas que cumpriu muito bem seu dever enquanto esteve comigo) que procuro um servidor compatível com Mac que me permita consumir meus vídeos diretamente no televisor.

A solução para os problemas: Serviio

Encurtando uma longa história: encontrei no Serviio o servidor de DLNA mais perfeito possível para as minhas necessidades. Entre suas principais características eu citaria:

  • é grátis (embora também exista uma versão paga);
  • é leve (pelo menos, para o meu computador);
  • é fácil de configurar;
  • até hoje nunca falhou ao reproduzir arquivos de vídeo;
  • é capaz de entregar legendas externas em qualquer arquivo, diretamente na tevê;
  • é compatível com PlayStation 3 e Xbox;
  • é compatível com clientes DLNA “genéricos”, que existem às mancheias para se instalarem em smartphones e tablets.

A versão paga do Serviio permite inclusive que o conteúdo do seu computador seja acessado remotamente via web, bem como permite a criação de “níveis de acesso”  — muito útil para evitar que sua namorada tenha acesso àquela pasta oculta de pr0n que você tem num diretório bem escondidinho lá no c:/windows/ quando ela resolver bisbilhotar sua biblioteca de mídia.

Invista num bom roteador

Por fim, a dica final para quem quiser tirar proveito do DLNA e do Serviio: a qualidade do roteador vai influenciar enormemente no resultado final de reprodução de vídeos em alta resolução.

Eu raramente consigo assistir a vídeos em 1080p porque embora o Serviio e o televisor tenham capacidade para eles, o meu roteador não dá conta de transmitir os dados na velocidade necessária. Felizmente para mim, não sou tão exigente, e material em resolução 720p já está bom o suficiente para meu gosto — até porque é a resolução do HD da Netflix.

Compartilhe

Glossário
Diretório
É como os velhos chamavam as "pastas" do computador.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.7
Total de Votos: 11
#365Posts – Assista a conteúdo multimídia do Mac na sua SmarTV

Janio Sarmento
Administrador de sistemas, humanista, progressista, apreciador de computadores e bugigangas eletrônicas, acredita que os blogs nunca morrerão, por mais que as redes sociais pareçam cada vez mais sedutoras para as grandes massas.

Um comentário

  • Assista vídeos do Popcorn Time em sua TV com DLNA | O Blogue do Janio:

    […] falei no passado da solução que encontrei para assistir minha biblioteca de mídia na tevê pela rede sem fio, usando o DLNA da tevê. E é justamente usando um truque sujo para fazer o Popcorn Time e o Serviio funcionar juntos que […]

    Responder

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.